domingo, 8 de janeiro de 2017

Guia de Investimentos - Introdução; Faça seu Dinheiro Trabalhar Para Você


E agora, o que fazer com o meu dinheiro? Sempre escutei que poupança é perder dinheiro, rendimento menor que a inflação e que Tesouro Direto é a nova moda do mercado com a mesma segurança. Mas na hora de aplicar, LNT? CDB? Selic? IPCA? LC? LCI? LCA? CDI? E mais uma porrada de siglas! Mas o que raios é tudo isso? Que riscos eu corro? Como aplicar? Quais as taxas inclusas? Resolvi estudar um pouco para meus investimentos pessoais e compartilho nessa série o que aprendi. Senta que ela é grande, veremos os principais investimentos para quem quer começar a ver o dinheiro trabalhar para você e parar de perder com a poupança.


Em 2015 a poupança rendeu 8,07% ao ano, a inflação 10,67%. Isso dá um ganho real de -2,60%. Não entendeu? Imagine um produto que hoje custe R$ 100 e você tenha esse valor na poupança, hoje você consegue comprar esse produto, certo? Ano que vem, por conta da inflação, ele irá custar R$ 110,67, mas seu dinheiro na poupança valerá apenas R$ 108,07. Em outras palavras, você não será mais capaz de comprar esse produto.

Enquanto alguns títulos acumulados do Tesouro chegam a pagar 15% ao ano, quem ficou na poupança perdeu dinheiro. Foi essa tentação que me atraiu para o assunto.

Por conta da inflação, o porquinho faz você perder dinheiro.


Ok, eu entendi que a poupança rende menos. 
Na série veremos algumas modalidades a fundo: Renda Fixa (Tesouro Direto, CDI, CDB, LC, LCI, LCA, COE, CRI/CRA, Debênture...), Renda Variável, Fundo de Investimento e Fundos DI, Fundo Imobiliário, Mercado de Câmbio, Mercado de Ações e, se sobrar um tempinho, um pouco de Previdência Social Privada. No final ainda tentaremos juntar tudo para avaliar as melhores opções. Portanto vá com calma, salve o índice de artigos em seus favoritos, e curta a experiência de investir.

Eu preciso de uma corretora de investimentos?

Antes de começar a investir eu preciso responder a esse questionamento. Eu preciso de uma corretora? Posso fazer tudo pelo meu banco? A resposta é sim e sim.

Você é capaz de realizar quase todas as transações e negociações com bancos tradicionais como Itaú (que por é o banco com maior valor em custódia no Brasil hoje), Banco do Brasil, Santander, Bradesco, etc, porém o banco nunca perde. Guarde sempre essa frase em sua cabeça. Tentei negociar uma aplicação em CDB (você descobrirá o que é isso em nossos artigos) com o Banco do Brasil e a princípio me foi negado o acesso. Posteriormente, com um funcionário mais interessado, me foi oferecido um CDB pagando 80% do CDI com a empolgação do gerente em dizer que rende mais do que a poupança. Depois de brigarmos um pouco chegou a 92% do CDI como se fosse um esforço máximo e um favor do banco em me oferecer essa taxa.

Vamos colocar essa oferta no papel?
O CDI hoje rende 13,63% anualmente. Isso significa que 80% do CDI, que foi a oferta inicial que o Banco do Brasil me fez, rende 10,88% ao ano. Bem mais que o 8,51% da poupança hoje né? A corretora "Rico" no momento desse artigo possui um LC pagando 118% do CDI em 1440 dias (calma! Você irá aprender todas essas siglas chatas). Indo para a calculadora:

Link para a calculadora no final do artigo


Veja que, o Investimento 1 é o equivalente a opção da corretora (aquele com 118% do CDI), o Investimento 2 a opção que o Banco do Brasil me ofereceu pela primeira vez (com 80% do CDI), e o Investimento 3 o rendimento da poupança. São quase R$ 3000 mil reais de diferença nesse período de aplicação de quatro anos. 

E tem mais. Enquanto que a maioria das corretoras ganham dinheiro com outras transações, os bancos ainda cobram um percentual de corretagem. Além de pagar um retorno menor, provavelmente comendo parte do seu lucro, ainda cobram por esse serviço.

Tarifas para Investir no Tesouro Direto

Convenci que investir pelo banco é furada?

Convém citar ainda que, apesar de você negociar com os bancos, quem faz toda a transação são as corretoras dos bancos. Negociou com o Itaú? O investimento é feito pela Itaú Corretora. Pelo BB é feita pela Corretora do BB, e assim por diante. Qualquer investimento precisa ser feita por uma corretora credenciada no cvm.gov.br (seja banco ou outras corretoras privadas) e todas tem a mesma responsabilidade: abrir o cadastro, analisar irregularidades que lhe impede de investir, fazer as transferências de valores e cobrar o imposto de renda.

Isso é tão verdade, que toda a compra de títulos públicos é feita no Brasil pela BM&FBOVESPA, você pode inclusive escolher por lá no momento de algum investimento qual agenciador quer utilizar.

Caso o investimento fosse realizado pelo Banco, ele também iria aparecer na lista


O que diferencia uma corretora de outra?
Independente da corretora ou banco, um título que paga "Tesouro Préfixado 13,36%" em uma corretora, irá pagar o mesmo em outra. A diferença esta nas taxas cobradas. A maioria das corretoras hoje não cobram mais taxa de custódia para Tesouro Direto, já os bancos, bem, tem a tabelinha acima. Além disso é comum os bancos ocultarem essas ofertas melhores reservando a clientes com maiores fortunas. E lembre ainda que o banco quer vender os produtos dele, enquanto que as corretoras permitem investimentos em diferentes bancos buscando o maior lucro para você, o banco nunca irá lhe oferecer um investimento de outro banco. Ao passo que, as corretoras brigam para fidelizar o cliente. Assim, possuem agenciadores antenados em buscar melhores ofertas para seus clientes. Dessa forma alguns outros títulos como o COE costumam variar de uma para outra. Saiba apenas que a oportunidade de ganho em outros investimentos podem variar. Você irá aprender mais ao longo do nosso guia.

Mas as corretoras são seguras? Podem falir?

Conforme citado acima todas as corretoras possuem cadastro na Comissão de Valores Mobiliários e junto ao Banco Central, portanto regidas por um mesmo conjunto de normais e regras. Os títulos públicos são gerados pelo Governo Federal e guardados pela BM&FBOVESPA. Portanto, mesmo que a corretora feche as portas, seu título continua guardado na bolsa ligado ao seu CPF. Esse é o princípio básico do tesouro, ser facilmente acessível a todos, com a vantagem das corretoras oferecerem maior transparência em relação aos bancos.

Imagem: Google


As mais famosas estão no mercado a anos. Utilizo e tenho conta na Rico, Easynvest e XP Investimentos, mas nada impede que você utilize outras, dentre as conhecidas Modal, Clear, Geração Futuro (...). Recomendo para perder o medo, que abra conta em alguma delas. É de graça, basta um cadastro. Por lá você já pode ver os investimentos disponíveis e começar a planejar seus rendimentos. Não é preciso grandes investimentos, com menos de R$ 100 já é possível iniciar nesse ramo.

Por último, você irá precisar de transferências entre seus bancos e os "bancos" das corretoras para compra de títulos. Normalmente é feito através do TED (transferência eletrônica disponível, na prática, transferência de um banco para o outro) e isso tem um custo. É comum você ter uma ou duas transferências grátis em seu pacote bancário e os demais serem pagos. Nesse caso tenho duas recomendações: passar sua conta para o formato digital (BB, Itaú e demais possuem esse serviço, apesar de alguns gerentes, afinal o banco nunca perde, sempre ficarem enrolando o cliente e escondendo essa modalidade, afinal ela é gratuita, você não precisa nem pagar mensalidade para o banco) ou abrir uma conta em um banco inteiramente digital, como o Banco Intermedium, Original, Neon (...) apenas para realizar essas transferências sem custo. 

A calculadora financeira utilizada no artigo pode ser encontrada aqui.

---
Gostou do artigo? Deixe seu feedback!
Dei apenas uma pincelada do que são investimentos, relembre o cálculo da poupança que fiz anteriormente, ele te convenceu? Na próxima matéria vamos por a mão na massa começando com Renda Fixa e detalhar o investimento da moda, o Tesouro Direto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário